11 de outubro de 2016

Histórico

orquestra22Desde 2007, o Instituto Rudá é o responsável pela execução e apresentações de Orquestras de MPB, viabilizando um projeto musical/social que vem recebendo aplausos do público em todas as suas apresentações.

Na época em a Orquestra foi criada, foram selecionados 35 jovens, de 10 a 21 anos, de comunidades carentes como Pavão-Pavãozinho, Cantagalo, Chapéu Mangueira, Babilônia e Santa Marta, que se destacaram pelo seu grau de amadurecimento musical, ao lado da frequência regular ao ensino formal. Além dos violões, a orquestra reúne outros instrumentos, como clarineta, flauta transversa, piano, fagote, violino, percussão e bateria. Hoje, a Orquestra Violões do Forte conta com 25 jovens que possuem de 13 a 25 anos, alunos da rede pública de ensino. Os componentes ensaiam duas vezes por semana no Forte de Copacabana.

Tendo realizado diversas apresentações até o presente momento, a Orquestra Violões do Forte de Copacabana vem cumprindo o seu papel de incentivar novos talentos, e de difundir a cultura musical, fazendo dessa arte um instrumento de inclusão social e formação profissional.

Acreditando na modificação do indivíduo através da arte, o Instituto empreendeu ações educativas envolvendo jovens, moradores em Vila Isabel e arredores e em situação de carência econômica e social, que demonstraram o acerto na opção pelo ensino da arte, fazendo da música um elemento formador de comportamento. Além dos conhecimentos próprios à execução do instrumento musical escolhido, a música proporcionou àqueles jovens, amadurecimento, aprimoramento do gosto musical e maior solidariedade entre os componentes da Orquestra.

O Instituto Rudá já levou a Orquestra a se apresentar para mais de 18 mil pessoas até junho de 2016, em diversos pontos da cidade, como:

  • Casa França-Brasil
  • Museu Histórico Nacional
  • Parque das Ruínas
  • Quinta da Boa Vista
  • Teatro Carlos Gomes
  • Auditório de Furnas
  • Auditório da Petrobras
  • Centro Cultural Light
  • Auditório do Colégio Pedro II
  • Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema
  • Centro Cultural Banco do Brasil
  • Palácio Duque de Caxias

Em diversos eventos, as apresentações se deram em conjunto com outras bandas e orquestras nacionais e internacionais, como:

  • Rio + 20
  • Trio Filarmônico de Viena no Palácio da Cidade
  • L ‘ Orchestre des Jeunes de Houte Bretagne
  • Orquestra de Prefeitos de Tyrol, no Planetário da Gávea
  • Natal de Luz com a Cantora Maria Creuza em Petrópolis
  • Na Jornada Mundial da Juventude para o Papa Francisco no Forte de Copacabana
  • no Festival “Travelling RIO” na cidade de Rennes na França